Dra. Renata Mariella concede entrevista sobre calvície ao Metrópoles

Consumo diário de refrigerante pode aumentar risco de calvície em 57%

Queda de cabelo pode estar relacionada ao consumo exagerado de açúcar, que pode danificar vasos sanguíneos que irrigam o couro cabeludo

Imagem de homem careca olhando para cima - Metrópoles
iStock
Já é de conhecimento geral que o consumo exagerado de bebidas açucaradas, como refrigerantes e sucos industrializados, pode ser responsável por uma série de problemas de saúde, incluindo o desenvolvimento de diabetes. Porém, cientistas descobriram que os produtos podem ter uma ação direta também na aparência do consumidor.

De acordo com o estudo da Universidade de Tsinghua, em Pequim, que analisou dados de cerca de mil homens entre 18 e 45 anos, o consumo diário de refrigerantes pode aumentar o risco de queda de cabelo em até 57%. Os participantes que tomavam refrigerante de uma a três vezes na semana tiveram risco de calvície aumentado em 21%. A pesquisa foi publicada em janeiro deste ano na revista científica Nutrients.

“A possibilidade de a calvície estar associada ao açúcar existe sim. O consumo em excesso causa pequenas lesões nos vasos sanguíneos, o que afeta a vascularização dos folículos pilosos e favorece a queda de cabelo”, explica a dermatologista Renata Mariella, da clínica Renoir Especialidades Médicas, em Brasília.

A especialista aponta que o estudo é interessante e, apesar de suas limitações, mostra mais uma forma de prevenir a calvície — evitando o excesso de açúcar. Os cientistas chineses apontam que apesar de as bebidas açucaradas serem cada vez mais comuns e causarem uma série de outras condições de saúde, o efeito negativo na aparência pode ser suficiente para chamar a atenção da população jovem e incentivar a diminuição do consumo.

Calvície

Existem diversas causas que podem desencadear a queda de cabelo. A mais conhecida, mas menos comum, pode atingir homens e mulheres, e é conhecida como alopecia androgenética. “Os primeiros sinais podem ser notados em torno dos 20 anos de idade. Eles evoluem com o passar dos anos e, apesar de existirem diversos tratamentos, a única solução definitiva disponível para quem tem a condição é o implante capilar”, esclarece a dermatologista.

Ela explica que, em geral, a principal causa para a queda de cabelos em homens é a ação local dos hormônios masculinos, que causam uma miniaturização dos fios, diminuindo progressivamente o seu crescimento. Outras razões frequentes para o problema são:

  • Ansiedade;
  • Diabetes;
  • Alteração de colesterol;
  • Obesidade e doenças metabólicas no geral.

Como não ficar careca

O tratamento é individualizado e vai depender do grau de evolução da perda de cabelo, de outras doenças associadas e da saúde geral do paciente. Segundo a dermatologista, a área tem resultados cada vez melhores, ainda que não exista uma solução pouco invasiva e definitiva para a calvície.

Fonte: Metrópoles 

Entre em contato conosco

Sinta-se à vontade para entrar em contato conosco para esclarecer dúvidas, obter suporte ou compartilhar feedback. Estamos ansiosos para ouvir de você e oferecer a assistência necessária

Entre em contato conosco através do número abaixo. Estamos disponíveis para atendê-lo e fornecer o suporte necessário.

Estamos a apenas uma mensagem no WhatsApp de distância! Entre em contato conosco para esclarecer dúvidas.

Para questões específicas ou informações detalhadas, envie-nos um e-mail. Estamos prontos para receber suas mensagens e responder prontamente.